Psicologia das Cores: Amarelo

Spread the love

Durante séculos, nas artes, as cores eram utilizadas de forma a representar a realidade tal qual era. Foi no começo do século XX, influenciados por uma época de transformação, que surge o Fauvismo, um movimento que valoriza a utilização de cores fortes sem preocupação com a representação da realidade. 

As cores sempre foram importantes para humanidade, e o estudo das cores pode ser dividido em dois grandes grupos: a teoria das cores e suas combinações visuais e a psicologia das cores, seus significados e efeitos. 

No post de hoje vamos dar continuidade a nossa série sobre a psicologia das cores falando sobre o amarelo, caso você queira saber mais sobre a teoria das cores não deixe de dar uma olhada em nosso post sobre o assunto.

O amarelo é a 5º cor favorita entre as pessoas (6%) e a 6º cor que as pessoas menos gostam (7%). Existem 115 tons de amarelo:  amarelo açafrão, milho, Verona, enxofre, etc.

O Amarelo é a cor do sol portanto é alegre e revigorante. Junto com o vermelho e o laranja ele representa calor, otimismo, alegria e jovialidade.

Das cores cromáticas o amarelo é a mais leve e clara. Um ambiente pintado de amarelo parecerá mais iluminado e aquecido. 

O amarelo também é o símbolo da inteligência e sagacidade. Amarelo-ouro é a cor da sabedoria. 

O verde é a cor do novo o amarelo a cor do maduro. É a cor da maturidade e a cor do amor sensual. A cor do verão e a cor mais comum entre as flores.

O amarelo é a cor que chama a atenção do nosso olhar mais do que qualquer outra principalmente a distância. Fundo amarelo com letras pretas é a melhor combinação para placas que não podem ser ignoradas por isso o amarelo foi eleito a cor internacional das advertências. 

Na China o amarelo é a cor do imperador, a cor da masculinidade. É a cor da felicidade, glória, cultura harmonia e sabedoria.

O amarelo é uma cor difícil para combinação, adiciona-se um pouco de outra cor e ela perde a essência rapidamente, pode transforma-se em marrom, laranja e um amarelo sujo. A inveja, o ciúme, a avareza e o egoísmo são atribuídos ao amarelo.

Na política o amarelo simboliza os traidores. Durante a Inquisição os hereges deviam comparecer aos tribunais vestindo um colete amarelo. Mas não foi apenas esse fato histórico que trouxe repúdio a cor. Na idade média alemã havia leis que obrigavam as prostitutas a colocarem um pano amarelo sobre a cabeça.

Durante o século XII os judeus eram obrigados a usar um chapéu amarelo e mais tarde os nazistas os obrigavam a utilizar uma estrela de Davi amarela (para o judaísmo a estrela de Davi é azul). O amarelo foi escolhido para os degradados pois até mesmo no escuro era possível vê-los.

Por ser uma cor difícil e cara para o tingimento o amarelo não tornou-se apreciado para as vestimentas. Até hoje o mundo da moda não o aprecia e ele aparece de tempos em tempos apenas como a cor do verão.

O amarelo é uma cor extremamente estimulante mentalmente por isso deve-se evitar utilizar ele em ambientes de relaxamento ou em que é necessário a concentração. Você pode utilizar móveis ou objetos de decoração para não abusar da cor.

E se você não quer perder os nosso próximos post da nossa série sobre a psicologia das cores siga-nos nas redes sociais. 

Qualquer dúvida que você tiver sobre o assunto você pode nos mandar uma mensagem!

 

FONTE:

Esse post foi escrito com base no livro A Psicologia das Cores: Como as cores afetam a emoção e a razão de Eva Heller


Spread the love

Este post tem um comentário

  1. Sou a Bianca De Oliveira, gostei muito do seu artigo tem
    muito conteúdo de valor, parabéns nota 10.

    Visite meu site lá tem muito conteúdo, que vai lhe ajudar.

Deixe uma resposta

Fechar Menu