Psicologia das Cores: Verde

Spread the love

A Psicologia das cores é uma linha de pesquisa que estuda o efeito e sensações que cada cor transmite no cérebro humano. Uma pesquisa realizada em 2006 na Universidade de Winnipeg mostra que as pessoas tomam suas decisões com relação a pessoas ou produtos em 90 segundos sendo as cores responsáveis por 62-90% dessa decisão, por isso é tão importante saber como e onde usar as cores.

Nesse post vamos focar na significação da cor verde baseado no livro A Psicologia das Cores de Eva Heller.

Se você tem dúvidas em como combinar as cores você pode conferir o nosso post sobre o assunto e também adquirir o nosso e-book gratuito.  

O Verde é uma cor secundária, isto é, consegue-se a cor verde a partir da mistura das cores primárias azul e amarelo. Existem atualmente 100 tons de verdes que passam pelo verde oliva, verde folha, verde de Verona até o verde Schweinfurt. 

É a cor mais apreciada pelos homens acima de 50 anos, 20% a citam como cor predileta em comparação a 12% dos homens até 25 anos. Apesar disso o verde é a segunda cor mais preferida pelas pessoas, ficando atrás da cor azul.

O verde é neutro e calmo. Ele fica entre o ativo, quente e seco vermelho e o passivo, frio molhado azul. O verde é tranquilizador e não cansa a vista, ela é a mais calmante dentre as cores. O maior significado do verde é a natureza, o natural, a ecologia, resultado evidente pelo fato de ser a cor mais encontrada na natureza. Ela é uma cor natural.

Devido ao sua ligação com o vegetal, o verde também é a cor da vida, de tudo o que cresce, é a cor do saudável, cor das hortaliças. Ele também é a cor da primavera, do crescimento e da fertilidade. É a cor do frescor, do refrescante, imagine o cheiro de madeira verde. É a cor da esperança e da confiança. 

Observando a natureza vemos vários processos de maturação que vão do verde ao amarelo/vermelho, o verde é o não maduro, o jovem. Por essa razão a cor verde também leva o significado da juventude, e em várias tradições é a cor do amor precoce, novo.

O verde também pode ter associações negativas, quem nunca ouviu a expressão verde de raiva ou verde de inveja? Nas histórias dragões, demônios e monstros normalmente são verdes, as cores de serpentes, lagartos e sapos, animais de sangue frio. Verde é a cor da vida mas em associação com o preto pode ser a cor da aniquilação. 

Se o vermelho é a cor da nobreza, o verde é a cor da burguesia. As cores eram tão importantes que em 1653 um decreto de Brunswick regulamenta as cores das vestimentas. 

O verde é ideal para espaços de longa convivência ou áreas para relaxar como quartos, salas e áreas de descansos. Em locais de muito estímulo visual ou em que é se exigido muito da visão é recomendado uma área verde para que se possa descansar os olhos.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto é só entrar em contato com a gente!

E para não perder nenhum post sobre a nossa séria da psicologia das cores siga-nos nas redes sociais!

 

 

FONTE: 

Esse post foi escrito com base no livro A Psicologia das Cores: como as cores afetam a emoção e a razão de Eva Heller


Spread the love

Deixe uma resposta

Fechar Menu