Psicologia das Cores: Violeta

Spread the love

Seguindo nossa série sobre a psicologia das cores nesse post iremos vamos falar sobre o violeta. A psicologia das cores estuda como cada cor afeta o comportamento humano. As cores possuem características que afetam as emoções e até mesmo nossa percepção sobre objetos e ambientes. 

Nesse post nós falaremos apenas sobre as emoções e significados do violeta, se você quiser saber sobre outras cores você pode ler nossos outros posts, ou se você tiver curiosidade sobre a teoria das cores e suas combinações não deixe de conferir nossa postagem sobre o assunto. 

O violeta possui 41 tons artísticos, ele é a mistura do azul e do vermelho e como tal representa a ambivalência. O azul é a cor da espiritualidade, o vermelho da sensualidade, vermelho e azul são dois opostos, a união dos opostos é o violeta.

Ela não é uma cor muito apreciada, 12% das mulheres e 9% dos homens não gostam do violeta, e apenas 3% a consideram como cor favorita. Muita gente não sabe diferenciar o violeta do lilás, o violeta é união do vermelho e azul, ao lilás adiciona-se o branco. 

O púrpura era a cor do poder, a cor era antigamente conseguida através caramujos, para se tingir um manto de coroação era necessário três milhões de caramujos. No Antigo Testamento as cores dos sacerdotes era púrpura. No Império Romano apenas o imperador, sua mulher e o herdeiro podiam utilizar a cor. Em 1453 quando Constantinopla foi conquistada o carmim passou a ser a mais caras das cores.

O violeta é a cor da teologia, nas universidades antigas os professores de teologia usavam boinas ou talar violeta. Os bispos e prelados usam batinas em cor violeta nos atos oficiais. Antes de 1464 as vestimentas dos altos cardeais eram púrpura. 

O violeta também é a cor litúrgica da Igreja para penitência e humildade. Os reis governavam mediante a força, enquanto a Igreja mediante a humildade. “ Seja como a violeta nos campos, humilde, modesta e recatada…”

Violeta também representa a singularidade e a extravagância. Nada que nos rodeia é violeta por natureza, quem utiliza a cor para vestimenta quer se destacar, chamar a atenção. É a cor do original e inconformista. Violeta-prata-ouro é a combinação da elegância não convencional. 

Em contradição ao violeta eclesiástico o violeta profano é cor da vaidade, um dos dos sete pecados capitais. Hoje a vaidade é pouco vista como pecado, é bela demais. Violeta é a cor da beleza, do arrebatador. Também é a cor da sexualidade, vermelho-preto-violeta-rosa esse é o acorde da sedução, sexualidade e imoralidade.

O violeta marca a fronteira do invisível com o visível, é a cor da magia, do misterioso e da fantasia. Qual é a cor das roupas dos magos, feiticeiros e fadas? No esoterismo o violeta representa o cérebro, a conexão entre o sentimentos e a inteligência.

O violeta também foi a cor do feminismo. As cores escolhidas para representar e identificar o movimento sufragista (direito de voto) foram o violeta, branco e verde. Mais tarde em meados de 1970 o violeta volta a ser popular identificando o movimento feminista. Também por ser a cor em que se funde o masculino com feminino, durante muitos anos foi representante do movimento homossexual. 

Antigamente o lilás era a cor das mulheres que não se casavam, fato que fez vários designers utilizarem o lilás e o violeta nas embalagens de produtos destinados às mulheres mais maduras. 

No design de interiores o violeta pode ser dramático e luxuoso. É uma cor que estimula a criatividade e em tons muito fortes não deve ser utilizado em ambientes de descanso. Tons de lilás principalmente azulados são relacionados com a depressão e por isso não é recomendado um quarto pintado todo nesse tom principalmente de adolescentes, prefira peças de destaque como decoração. 

Se você quer saber mais sobre as cores não deixe de ler nossos outros post sobre o assunto!

 

 

Fonte:

Esse post foi escrito baseado no livro A Psicologia das Cores: Como as cores afetam a emoção e a razão de Eva Heller

blog.therugseller.co.uk/room-colour-can-affect-mood-10738

inhonorofdesign.com/2018/02/psychological-effects-of-room-colors/


Spread the love

Deixe uma resposta

Fechar Menu